segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

'Em 2014, manifestações no Brasil não atacarão o futebol, para eles é como uma religião', diz presidente da FIFA

Imagem: Reprodução/EBC
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticou novamente o atraso nas obras para a Copa, em entrevista para o jornal suíço "24 Heures".


"O Brasil ficou ciente do que é a Copa do Mundo agora. É o país que teve mais tempo para executar as obras. Foram sete anos. É o país mais atrasado desde que estou na Fifa", disse Blatter.

Sobre as manifestações, Blatter acredita que acontecerão mas que não afetará o futebol, já que é como uma religião. "Haverá novas manifestações, protestos. Os mais recentes nasceram das redes sociais. Mas o futebol estará protegido, eu acho que os brasileiros não atacarão diretamente o futebol. No país deles, é uma religião", completou.

Contribua para o debate, comente abaixo sobre o assunto colocado. 

Com informações da Folha na Copa
Brasil Contra Corrupção