sexta-feira, 10 de abril de 2015

Dilma se encontrará com fundador do Facebook na Cúpula das Américas

Imagem: Creative Commons/Montagem Brasil Contra Corrupção
A presidente Dilma Rousseff se reunirá com o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, durante a Cúpula das Américas no Panamá, que reunirá chefes de Estado e de governo dos 35 países, além de se encontrar com Barack Obama e os líderes da ONU, México, Colômbia e Haiti. O tema da cúpula será "Prosperidade com Equidade: o desafio de cooperação nas Américas".


O presidente da rede social teria interesse em ampliar o investimento no Brasil, um dos principais mercados para a empresa. O Facebook possui mais de 83 milhões de usuários no país e 1,4 bilhão de usuários no mundo. Desde 2013, Zuckerberg negociava para vir ao país. O Palácio do Planalto ainda cometeu um erro na divulgação da agenda presidencial; o nome do presidente do Facebook foi grafado incorretamente. E Zuckerberg virou Suckerberg.

Esta semana, o governo brasileiro lançou a iniciativa "Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos na Internet", que conta com o apoio de empresas provedoras de aplicações na Internet – Google, Facebook e Twitter. O Facebook também apoiou o Marco Civil da Internet aprovado em 2014.

Zuckerberg anunciou que vai lançar nas próximas semanas a iniciativa Internet.org no Panamá, programa que tem como objetivo oferecer acesso às pessoas que ainda não estão na rede. Segundo o fundador do Facebook, cerca de dois terços da população global não está conectado à internet. A iniciativa é uma parceria do Facebook, provedores de internet, empresas de telecomunicação e do governo do Panamá. Ela já existe em países como Gana, Tanzânia, Quênia, Colômbia e Guatemala.

Na quarta (8), Dilma conversou por telefone com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que também participará da Cúpula das Américas. Na ligação, informou o Palácio do Planalto, ele disse querer "reduzir tensões" com os Estados Unidos. Segundo a Secretaria de Imprensa, Dilma "saudou" a iniciativa dele e colocou-se à disposição para contribuir. A presidenta também participará nesta sexta do Foro Empresarial das Américas, reunião que terá como tema "Integração Produtiva para o Desenvolvimento Inclusivo".

Fontes: G1, Terra, Folha de S. Paulo
Brasil Contra Corrupção