terça-feira, 7 de abril de 2015

Segurança cibernética do governo está nas mãos de dois "vampiros e um "zumbi", diz ex-diretor; vídeo

Imagem: Reprodução/YouTube
O ex-diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações da Presidência da República, Raphael Mandarino, criticou as ações do Governo Dilma Rousseff durante o Congresso Nacional de Segurança Cibernética da FIESP, no dia 31/03.


Raphael Mandarino disse que o governo não produziu nenhuma ação para se proteger da espionagem e que foi "patético" o discurso de Dilma na ONU, onde se queixou da espionagem do governo norte-americano.

Para Mandarino, não havia nenhuma informação relevante vazada pelo ex-espião da NSA, Edward Snowden. O ex-diretor ainda disse que as infraestruturas do governo estão vulneráveis e que estão nas mãos de empresas que utilizam backdoors nos seus sistemas. Sobre as empresas, Mandarino afirmou que não passariam de "vampiros (Serpro e Dataprev) e um "zumbi" que voltou depois ter sido extinto (Telebras).

Assista ao vídeo:



Portal Convergência Digital 
Brasil Contra Corrupção