quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Falas de Daciolo movimentam a internet: Mulheres, fraude nas urnas, Fies, Prouni, Bolsa família, cotas; vídeos

"Mulheres no nosso governo vão ser muito bem valorizadas, sim.", disse Daciolo


Imagem: Reprodução You Tube/SBT - Montagem BCC Brasil Contra Corrupção

Após 21 dias, o presidenciável Cabo Daciolo 51 desceu do monte e foi ao #DebateSBT/Folha de S. Paulo e UOL. Despertou na internet diferentes reações e gerou muitas curtidas, comentários e compartilhamentos. No Twitter em primeiro ficou a hashtag do debate e em segundo Daciolo. Abaixo temos alguns vídeos e partes de suas falas em texto.







"Eu quero deixar para a nação brasileira: mulheres da nação brasileira, na minha casa, na minha família, as mulheres são prioridade. E as mulheres serão prioridade também no meu governo, vão fazer parte direto do nosso governo, vão estar conosco no nosso governo. Nomearei 50% dos ministérios homens e 50%, mulheres. Com o mesmo salário. E queremos elevar a moral das mulheres. Porque as mulheres têm uma dificuldade além dos homens: porque as crianças, os filhos, que muitas delas não têm condições de levar para creche, outras ficam com os filhos e ainda vão trabalhar, e muitos de nós não reconhecemos isso. Mulheres no nosso governo vão ser muito bem valorizadas, sim. Quero aproveitar a presença da minha mãe e da minha esposa aqui. Mãe, te amo! Minha esposa, te amo! Mulheres, amo todas vocês!"

"Quero aproveitar, porque nós colocamos o tema do fundo eleitoral, e eu falei 2 bi e 600,  teve R$2.600 bi pra bancar isso aqui, mas não teve R$1.800 mi para botar o voto impresso, nós precisamos votar em cédulas porque há fraude nas urnas eletrônicas. Glória a Deus"

"A pessoa que é contra o Fies, Prouni, Bolsa família e cotas, essa pessoa nunca passou fome, nunca teve que usar o transporte público."

"Com certeza sou favorável às cotas, e vou fazer um trabalho mais amplo. As pessoas tratam o ser humano como se fosse nada".

Leia também Vídeo: "Vir um terrorista tentar tirar a vida de um homem que é a esperança de milhões", diz Flávio Bolsonaro
Atentado: "O depoimento do delegado que está conduzindo, realmente é para abafar", diz Bolsonaro; vídeo
Amoêdo no Jornal Nacional
General Mourão, vice de Bolsonaro, na Globo News;vídeo
João Amoêdo no Pânico;vídeo
Marina Silva no Jornal Nacional
Geraldo Alckmin no Jornal Nacional; transcrição e vídeo
Bolsonaro no Jornal Nacional; transcrição e vídeo
Candidato de Lula, Fernando Haddad, no Jornal Nacional
Leia trechos e assista ao debate completo do SBT/Folha/UOL
Ibope/CNI 26/09: Bolsonaro tem maior rejeição/intenção, saiba convicção, voto útil e 2° turno
"Não embarca em lenda urbana que muitas vezes é transmitida pela internet", diz Mourão sobre Nióbio
Bolsonaro divulga última entrevista antes do atentado
Leia trechos e assista ao debate completo do SBT/Folha/UOL

Daciolo pro Ciro:
"A bandeira coloca ordem e progresso, nunca tivemos ordem nem progresso no país, boa parte da culpa foi dos senhores que aqui estão, não tem saúde, não tem educação, não tem infraestrutura, não tem saneamento. O que fazer, principalemente na área da saúde?"

"A democracia é uma delícia, uma delícia! Você ficou doente, espero que esteja melhor, você ficou doente e correu pro Sírio Libânes e o povo, o povo corre pra onde? Cadê a saúde do povo? O povo tá morrendo e o que os senhores fazem pro provo? Chega no momento político os senhores sabem tudo, fala bonito, fala lindo, tem explicação, mas não muda nada, nem lá no Ceará do senhor, não tem nada, mudança nenhuma, fala e nada acontece. Por que você não foi pro hospital público também? Por que o senhor não foi lá onde o povo frequenta? O povo tá sofrendo, o povo tá morrendo?"








"A democracia é muito boa mesmo. Nós estamos agora diante de uma pergunta de um banqueiro para um soldado do Corpo de Bombeiros. É muito gostoso isso. Dizer pro senhor que hoje, para conhecimento de todos, nós temos mais de 400 milhões na extrema pobreza. Nós temos mais de 50 milhões na pobreza, vivendo com R$ 400. Quando eu falo extrema pobreza, eu estou falando, vivendo com R$ 140 por mês. Sabe o que é interessante? O interessante é que o senhor fez parte do governo Lula um bom período e o senhor, naquele período, o senhor fez algo muito interessante, muito importante para a nação, o senhor diminuiu a dívida externa. Foi grandioso, hein, aquele passo? Só que, naquele ano, a taxa de juro da dívida externa era de 4,5. O senhor pegou dinheiro emprestado do banco público, numa taxa de 18%, o senhor fez o Brasil ficar endividado a quatro vezes mais. Foi isso que o senhor fez. Esse que é o cenário que nós estamos vivendo no nosso país."


"Infelizmente, o que acontece é que o senhor e os banqueiros do Brasil ficam roubando a nação e matando o nosso povo. Só que isso vai mudar e eu acredito, para honra e glória do senhor Jesus, que no futuro bem próximo o senhor e muitos outros vão aceitar o senhor Jesus como libertador e salvador da vida e vão começar a tratar o próximo da maneira que gostaria de ser tratado. Aí começa a mudança e a transformação. Tira o povo da pobreza."





Daciolo "profetiza":

"Eu quero agradecer em primeiro lugar a Deus por essa oportunidade. Eu quero pedir à nação brasileira: desperta ou tu que dorme. Desperta. O momento é de renovação, o momento é do novo, o momento é de transformarmos a nossa nação. Você que está pensando em votar branco, nulo e abstenção, nas últimas eleições nós tivemos mais de 37 milhões de brasileiros que votaram branco, nulo e abstenção, nos dê uma oportunidade. E eu quero aproveitar aqui, todos que estão nos ouvindo, 200 milhões de brasileiros. Nós vamos ser eleitos, eu quero fazer um ato profético, eu estou profetizando para a nação brasileira, eu vou ser o próximo presidente da República, pela honra e glória do nosso senhor Jesus, em primeiro turno com 51% dos votos. Você crê nisso? Sem fé é impossível agradar a Deus. Toda honra e toda glória será dada ao nosso senhor Jesus Cristo. Dizer a todos que juntos somos fortes, que nenhum passo daremos atrás, e que Deus está no controle. Mulheres brasileiras, amo vocês. Glória!"




“Minha aliança é só com Jesus Cristo. (...) Não tem esquerda, direita, centrão. Todos são amiguinhos."



"Negros, índios, quilombolas... O país é tão jovem que temos 130 anos desde a escravidão. É tão recente tudo e estamos visualizando... Quando eu paro, penso e vejo alguém falando que vai tirar o Fies, vai tirar o ProUni, vai tirar o Bolsa Família, esta pessoa nunca passou necessidade, essa pessoa nunca andou num transporte público. Essa pessoa nunca teve o que não comer, nunca faltou comida na casa dela, para os filhos. Infelizmente, infelizmente, o mar de lama e a corrupção que estão no meio dos engravatados que não estão preocupados com o povo, com o pobre, não estão preocupados com aqueles que não tiveram oportunidade. [...] Com certeza [sou a favor das cotas]! Vou fazer um trabalho muito mais amplo. Porque essas pessoas precisam ser abraçadas e não foram abraçadas há 130 anos por um erro do Brasil. Não só dos políticos, da nação brasileira de uma forma geral. O que eu vi aqui em São Paulo são favelas na calçada. As pessoas estão vendo e não fazem nada. Por que não ajudamos o próximo? Está muito além da política. Temos que tratar o próximo como gostaríamos de ser tratados".





Brasil Contra Corrupção