domingo, 2 de setembro de 2018

"Profissionais conseguiram sim, encontrar diversos vícios, diversas falhas no sistema de votação", diz Advogado no STF

"Ataques ao sistema de inicialização, conseguiram gerar um boletim de urna falso, conseguiram também obter a chave criptográfica da urna, conseguiram ainda, e o que é mais grave, recuperar a ordem do RDV, que é o Registro Digital do Voto, que garante o sigilo do voto, e portanto conseguiram identificar qual era o 1º, o 2º, o 3º voto de cada um dos eleitores.", disse.

Imagem. Reprodução TV Justiça - Montagem BCC Brasil Contra Corrupção



O advogado Alberto Emanuel Albertin Malta, representando o Sindicato Nacional de Peritos Federais, levantou as falhas das urnas eletrônicas e neste momento onde pesquisamos em quem votaremos é bom saber como funciona o sistema eleitoral brasileiro que tem diferentes denúncias de fraudes por diferentes especialistas ao longo de muitos anos.




Leia também Jornal da Band denuncia fraude nas urnas eletrônicas; assista
"The Noite" mostra falha nas urnas eletrônicas apontadas por professor da Unicamp; vídeo
Em vídeo, deputado chama eleitores de palhaços e denuncia fraude nas urnas do Brasil








Uma pequena parte da transcrição, acompanhe o vídeo completo e se você achar que isto é um grave fato que deve ser difundido ajude a espalhar!


Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Falo em nome do Sindicato Nacional dos Peritos Criminais Federais, a pertinência temática de nossa intervenção vem da resolução 23550 editado pelo TSE, que indica quais são as instituições competentes a participar do processo antecipado da fiscalização e auditoria dos programas de computador que compõe a urna.

Dentre estas instituições esta o Supremo Tribunal Federal e também esta o Departamento de Polícia Federal, dentro do qual os peritos criminais federais, com especialização em informática, são aqueles que tem habilidade para interferir. E o fizeram. Participaram do teste público de segurança do sistema eletrônico de votação. Teste este que foi composto talvez pelos maiores nomes da computação do Brasil. E o resultado foi que estes profissionais conseguiram sim, encontrar diversos vícios, diversas falhas no sistema eletrônico de votação. A título de exemplo conseguiram estes profissionais fazer ataques ao sistema de inicialização, conseguiram gerar um boletim de urna falso, conseguiram também obter a chave criptográfica da urna, conseguiram ainda, e o que é mais grave, recuperar a ordem do RDV, que é o Registro Digital do Voto, que garante o sigilo do voto, e portanto conseguiram identificar qual era o 1º, o 2º, o 3º voto de cada um dos eleitores.

Ministro Lewandowski:
Sra. Presidente, a Sra. me permite. Eminente advogado, eu queria perguntar a vossa excelência, se este é um teste oficial, se foi divulgado, quando foi feito, como foi feito, sob os auspícios do TSE.

Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Sim. O TSE já fez...

Ministro Lewandowski:
Por que, queria dizer a vossa excelência, que quando fui presidente do TSE, e isso não significa absolutamente nenhuma antecipação de voto, opinião, nos fizemos uma auditoria pública, por meio de edital, com personalidade que testaram a rigidez das urnas e que foram recrutadas ou se habilitaram, melhor dizendo, a este teste. Pessoas oriundas da academia, das forças armadas, particulares, e naquela ocasião, depois de uma semana de testes intensivos, nenhuma falha na urna foi encontrada. Então eu queria apenas que Vossa Excelência, se pudesse, esclarecesse que tipo de teste é esse que foi feito e quando foi feito, sob os auspícios de quem, a pedido de quem e como é que isto foi divulgado.

Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Os testes foram feitos....

Ministra Cármem Lúcia:
E a participação se possível, agregando a Vossa Excelência, do próprio Tribunal Superior Eleitoral que faz estes chamamentos públicos diuturnamente.

Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Os testes....

Ministro Lewandowski:
Porque esta, Sra. Presidente, é uma imputação muito séria.

Ministra Cármem Lúcia:
Da maior gravidade, da maior gravidade.

Ministro Luiz Fux:
Séria e precisa verificar as verossimilhanças disto, eu tô impedido Sra. Presidente, porque fui ler um pedido das informações, mas eu queria apenas esclarecer que a menos de um mês foi realizado o último teste público das urnas...

Ministra Cármem Lúcia:
Todos os processos eleitorais são feitos

Ministro Luiz Fux:
E eu queria saber se foi neste teste.

Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Teste de 2017 e de 2016, principalmente foi encontrado pelo...

Ministro Luiz Fux:
Ah sim. Verdade na tribuna é um dever do advogado.

Advogado Alberto Emanuel Albertin Malta:
Principalmente foi encontrado pelo grupo G4, que é o grupo do perito Peixinho, pelo grupo também do professor Diego Aranha da Unicamp e também pelo grupo do professor Rezendo. Se o relatório do TSE...

Ministro Gilmar Mendes:
Só pra deixar isto claro, com licença advogado, o TSE a rigor sempre fez estes testes...

Ministra Cármem Lúcia:
Todos os chamamentos são feitos.

Ministro Gilmar Mendes:
E em especial, inclusive, nos atos normativos que balizam toda essa questão e houve de fato, e o Tribunal sempre chamou, na verdade chamam os melhores hackers, os melhores peritos para fazerem este teste em nome da segurança do sistema e depois faz o re-teste, de modo que isto, neste caso o Tribunal reconheceu o trabalho do professor Diego Aranha que mostrou falhas e depois houve a re-programação, de modo que isto é absolutamente normal e só mostra a seriedade com
o que o TSE tem se havido neste tipo de matéria, é absolutamente rotineiro isso que se faz.

Ministro Fachin:
É que isso é uma afirmação que tá sendo feita da tribuna que é muito séria, realmente...


Brasil Contra Corrupção