quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Dilma de Bolsonaro: "12 falsificações do discurso na ONU"

Dilma de Bolsonaro: "12 falsificações do discurso na ONU"

Imagem: Reprodução Facebook


A ex-presidente Dilma que venceu duas eleições e foi retirada via impeachment, divulgou em seu Facebook oficial um texto sobre o discurso do Bolsonaro que teve repercussão mundial, onde ela aponta 12 falsificações feita pelo presidente que teve por vários meios muitas partes marcadas como falsa, outras não é bem assim, e algumas sim eram verdade. Leia abaixo o texto da Dilma:

"AS 12 FALSIFICAÇÕES DO DISCURSO NA ONU.

O Brasil que Bolsonaro descreveu nas Nações Unidas não existe, e não existe por causa dele./


DILMA ROUSSEFF

Praticamente não há uma sentença no discurso de Bolsonaro na ONU que não cometa pelo menos uma falsificação, uma manipulação, uma adulteração dos fatos. O Brasil que Bolsonaro descreve não existe, e não existe por causa dele.

As maiores florestas brasileiras ardem em chamas, com recordes de incêndios, e ele culpa os índígenas, que são as primeiras vítimas desses crimes ambientais.

Os maiores biomas do país são consumidos pelo desmatamento ilegal, e ele diz que exerce controle rigoroso sobre a ação dos destruidores das florestas, o que é falso.

O Brasil voltou a registrar a mazela da fome, que maltrata mais de 10 milhões de pessoas, e ele se jacta de estar alimentando o mundo.

Quase 140 mil brasileiros já morreram de Covid19, e ele diz que agiu com rigor para combater a doença. ao mesmo tempo em que culpa os governadores pelas mortes.


Bolsonaro dissimula de maneira contumaz e o faz por cálculo, não por ignorância. Mesmo quando fala na ONU, não é ao mundo que está se dirigindo, mas ao seus seguidores mais radicalizados, que ele mantém mobilizados à base de fake news e deturpações da verdade. Seu objetivo é manter a iniciativa política e a polarização. Foi assim que, na Itália dos anos 1910 e 1920 e na Alemanha dos anos 1930, o fascismo e o nazismo cresceram até chegar ao poder: mobilizando permanentemente uma minoria de seguidores agressivos, capazes de intimidar o campo democrático da sociedade.

O mundo já não acredita em Bolsonaro. Parte dos brasileiros já não acredita nele. Mas não há sinal de que ele pretenda parar. Terá de ser parado.

No texto a seguir, é possível verificar pelo menos 12 falsificações que Bolsonaro apresentou ao mundo, ontem, no seu discurso.


1 - A fala – “Desde o princípio, alertei, em meu país, que tínhamos dois problemas para resolver: o vírus e o desemprego, e que ambos deveriam ser tratados simultaneamente e com a mesma responsabilidade.”

A verdade – Bolsonaro negou a gravidade da doença. Tratou-a com desdém, afirmando que era uma gripezinha. Não tomou medidas efetivas para garantir o emprego, propôs R$ 200 de auxílio emergencial e foi apenas diante da pressão da sociedade e da iniciativa da oposição no Congresso que acabou sendo aprovado o valor de R$ 600. Por culpa do governo, o Brasil foi o país que menos aplicou testes. Bolsonaro foi contrário ao isolamento e distanciamento social, ele próprio promovendo e participando de aglomerações e desprezando o uso de máscaras. Defendeu e expandiu a produção de cloroquina, enquanto deixava de adquirir analgésicos para a implantação de tubos respiratórios nos doentes graves.


2 - A fala – “Por decisão judicial, todas as medidas de isolamento e restrições de liberdade foram delegadas a cada um dos 27 governadores das unidades da Federação. Ao Presidente, coube o envio de recursos e meios a todo o País.”

A verdade – Bolsonaro vem se escondendo por trás de uma decisão do STF que, supostamente, transferia o poder de enfrentar a Covid-19 para estados e municípios. Trata-se de uma versão inverídica e absurda, pois há uma clara obrigação constitucional da Presidência da República de coordenar ações diante da gravidade da crise sanitária, que já matou 138 mil pessoas; também somos uma Federação e, assim, há o dever intransferível de a União articular a ação dos 26 estados, o Distrito Federal e os 5.570 municípios. O Supremo nunca eximiu o governo federal do dever de agir, nem transferiu seu poder. Apenas deu a estados e municípios o direito de também tomar decisões sobre medidas sanitárias, de isolamento e de distanciamento social, segundo suas circunstâncias específicas.


A fala – “Nosso governo, de forma arrojada, implementou várias medidas econômicas que evitaram o mal maior: concedeu auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente 1000 dólares…”


A verdade – Não houve arrojo, mas mesquinharia. Bolsonaro tentou impor um auxílio emergencial de apenas R$ 200 por mês. O auxílio só foi de R$ 600 por decisão do Congresso, proposta pelo PT e demais partidos de oposição, impondo uma derrota ao governo. Bolsonaro insinua, na fala, que pagou mil dólares por mês. Mas mesmo somadas, as parcelas do auxílio emergencial estarão longe de totalizar mil dólares. Se cumprir o que anunciou, o governo terá pago, até o fim de dezembro, 5 parcelas de R$ 600 e no máximo 4 parcelas de R$ 300. Isto totalizará, na melhor hipótese, R$ 4.200, muito abaixo de mil dólares, que são R$ 5.470. A iniquidade do governo também se fez sentir no tratamento dado aos que têm direito ao auxilio emergencial, na forma de milhões de exclusões injustificadas, atrasos, filas e aglomerações nas agências da Caixa, aplicativos que não funcionam — um labirinto burocrático que transformou a busca por ajuda num grande sofrimento.


4 - A fala – “[Nosso governo] assistiu a mais de 200 mil famílias indígenas com produtos alimentícios e prevenção à Covid.”


A verdade – Do projeto aprovado no Senado de apoio às comunidades indigenas, Bolsonaro vetou artigos que obrigavam o governo federal a fornecer água potável, material de higiene e limpeza e cestas básicas às aldeias. Em outro momento, proibiu a entrada de equipes da organização Médicos sem Fronteiras nas comunidades indigenas.


5 - A fala – “Não faltaram, nos hospitais, os meios para atender aos pacientes de covid.”


A verdade – O governo federal falhou fragorosamente no planejamento e na distribuição de máscaras, EPIs e respiradores aos hospitais de todo o país. A testagem é uma das mais baixas do mundo. A falta de testes suficientes é uma das causas de o Brasil ter se tornado um dos epicentros da doença no mundo. A maior parte dos recursos federais destinados ao combate à pandemia nos estados não foi liberada de fato, segundo várias reportagens. A maioria das máscaras e equipamentos prometidos não chegou aos hospitais e os estados e prefeituras foram obrigados a agir por conta própria. Faltaram equipamentos e medicamentos nos hospitais, sobrou cloroquina nas prateleiras do ministério da Saúde, comandando por um militar especializado em logística.


6 - A fala – “O caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sua sobrevivência, em áreas já desmatadas. Os focos criminosos são combatidos com rigor e determinação.”


A verdade – Praticamente todos os casos de incêndios na Amazônia e no Pantanal identificados ou suspeitos de ação criminosa foram cometidos por fazendeiros, grileiros e invasores de terras públicas e reservas florestais e terras indigenas. Sentiram-se autorizados para tal diante do desmonte das políticas de contenção do desmatamento e da fiscalização. Os caboclos e os indígenas são, sabidamente, vitimas dos incêndios e do desmatamento criminosos, não seus autores. Dados obtidos pelo sistema de monitoramento da NASA mostram que 54% dos focos de incêndios na Amazônia estão relacionados ao desmatamento. No Pantanal, organizações de proteção ambiental informam que incêndios iniciado em 9 fazendas particulares destruiram 141 mil hectares, quase a área da capital de São Paulo. Cinco destas fazendas estariam sendo investigadas pela PF.


7 - A fala – “Lembro que a Região Amazônica é maior que toda a Europa Ocidental. Daí a dificuldade em combater, não só os focos de incêndio, mas também a extração ilegal de madeira e a biopirataria. Por isso, estamos ampliando e aperfeiçoando o emprego de tecnologias e aprimorando as operações interagências, contando, inclusive, com a participação das Forças Armadas.”


A verdade – A extração ilegal de madeira e os incêndios criminosos não são combatidos devidamente por causa da leniência deliberada do governo Bolsonaro, que desde ao assumir desautorizou, fragilizou e desmontou a fiscalização, assim como cometeu ataques contra o INPE, tendo, inclusive, demitido seu diretor, um dos cientistas mais respeitados do Brasil. O ministério do Meio Ambiente não apenas suspendeu o trabalho de fiscalização, e cancelou operações, como tem protegido os verdadeiros criminosos ambientais. Chegou a trazer a Brasília, em aviões da FAB, para reunião com o ministro, um grupo de garimpeiros ilegais que atuava em reserva indígena. Em famosa reunião ministerial, filmada e divulgada, o ministro defendeu que o governo aproveitasse a distração criada pela pandemia para, como disse, “passar a boiada” de decretos e portarias que facilitem os crimes ambientais.


8 - A fala – “Somente o insumo da produção de hidroxicloroquina sofreu um reajuste de 500% no início da pandemia.”

A verdade – No Brasil e no mundo, a comunidade científica séria e conceituada alertou o tempo todo, desde o início da pandemia, para o fato de que a cloroquina e a hidroxocloroquina não têm eficácia contra a Covid19, em nenhum estágio da doença, e podem, ao contrário, acarretar efeitos colaterais que levam à morte. Até mesmo Trump, a quem Bolsonaro imitou agindo como garoto-propaganda de um remédio perigoso, abandonou a defesa da cloroquina e, para livrar-se do medicamento que parou de indicar, despachou o estoque para o Brasil.


9 - A fala – “No campo humanitário e dos direitos humanos, o Brasil vem sendo referência internacional.”


A verdade – Só se for referência negativa. Desde a posse de Bolsonaro, a situação dos Direitos Humanos no Brasil vem se deteriorando, a ponto de provocar advertências da Alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, que denunciou a miliarização de instituições civis, a violência policial, e ataques a ativistas, líderes comunitários e jornalistas.


10 - A fala – “Em 2019, o Brasil foi vítima de um criminoso derramamento de óleo venezuelano, vendido sem controle.”


A verdade – Não há nenhuma conclusão ou prova de que a Venezuela tenha contribuído para o derramamento de óleo no Atlântico, trazido pelas correntes marítimas à costa brasileira. O que ficou demonstrado, sobejamente, foi a demora e a inação do governo brasileiro, que levou quase três meses para tomar as primeiras providências em relação ao desastre que atingiu o litoral de 10 estados.


11 - A fala – “No primeiro semestre de 2020, apesar da pandemia, verificamos um aumento do ingresso de investimentos, em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso comprova a confiança do mundo em nosso governo.”


A verdade – A imprensa informa hoje que do ano passado para cá houve, na verdade, uma queda de 30% nos Investimentos Estrangeiros Diretos no Brasil. E nos primeiros oito meses deste ano o Brasil sofreu uma fuga recorde de capitais, que chegou a US$ 15,2 bilhões. Outra notícia dá conta de que, por causa do estado de paralisia do MEC desde a posse de Bolsonaro, o país deixou de receber os repasses de um empréstimo de US$ 250 milhões do Banco Mundial para dar suporte à reforma do ensino médio.


12 - A fala – “O homem do campo trabalhou como nunca, produziu, como sempre, alimentos para mais de 1 bilhão de pessoas. O Brasil contribuiu para que o mundo continuasse alimentado.”


A verdade – O Brasil de fato continua sendo um grande produtor e exportador agropecuário, mas dilapidou a agricultura familiar, que até 2014 era responsável pela produção de 70% dos alimentos consumidos pelo povo brasileiro. Por esta e outras escolhas de índole neoliberal, o Brasil voltou a registrar a calamidade da fome, que aumentou em 43,7% em cinco anos, atingindo mais de 10 milhões de brasileiros."


"Saudades de quando tínhamos uma líder de verdade! Reveja o discurso de Dilma Rousseff na Assembleia Geral da ONU", disse Gleisi. Assista ao vídeo: 


Eduardo Bolsonaro de Lula: "Quer governar, mas falta voto"

Eduardo Bolsonaro de Lula: "Quer governar, mas falta voto"

Imagem: Reprodução Facebook

Um vídeo de Lula apoiando Maduro, sucessor de Hugo Chavez, nas eleições da Venezuela foi postado pelo filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, em seu Facebook oficial.

Na descrição ele critica Lula e menciona Chavez e Maduro como narcoditadores.

"Tem gente que quer governar, mas falta voto. O Brasil não tem saudades dos tempos em que o presidente defendia narcoditadores como Chávez e Maduro. Pelo contrário, votaram em Bolsonaro exatamente para a mudança ocorrer e isso passa por um MRE como Ernesto Araújo", disse Eduardo Bolsonaro.


Bolsonaro entregando ao Lula a presidência em 2023, postou Gleisi

 Bolsonaro entregando ao Lula a presidência em 2023, postou Gleisi

Imagem: Reprodução Facebook


A presidente do PT, ex-Senadora e atual Deputada Federal, Gleisi Hoffmann, postou em seu Facebook oficial uma imagem onde o presidente Bolsonaro entrega a faixa presidencial ao ex-presidente Lula em 2023 e deu bom dia para quem quer ver essa cena. Na imagem tem a pergunta da cena e uma afirmação dizendo que vai ser assim. Ela apoia o impeachment ou cassação de chapa de Bolsonaro e considera como golpe o impeachment da Dilma.

"Bom dia para quem quer ver essa cena dia 01/01/2023", disse Gleisi. Esta publicação tem mais de 13 mil comentários, 3,5 mil compartilhamentos e 32 mil reações no Facebook. E você, em uma possível disputa ao cargo de presidente entre Lula e Bolsonaro, quem venceria?

Mais sobre Gleisi dizer que Bolsonaro sonha em ser o Lula no texto abaixo.

"Bolsonaro, o chupim das obras e espalha Fake News sobre a verdadeira autoria", diz Deputada Gleisi do PT


Imagem: Reprodução Facebook


Eleita pelo estado do Paraná como Deputada Federal, Glesi Hoffmann que também já foi Senadora, acusa Bolsonaro de roubar obras do PT, que ele sonha em ser o Lula e agora chamou o presidente de chupim das obras. 

"Bolsonaro, o chupim das obras. Você conhece o chupim? Ave é conhecida por ocupar ninhos de outros pássaros. É o que Bolsonaro faz, se apropria da obra alheia e espalha Fake News sobre a verdadeira autoria. Essas obras, apenas inauguradas por Bolsonaro, têm o carimbo do PT", disse Gleisi em seu Facebook oficial.

Em outras oportunidades ela também falou sobre o assunto. "Após dizer que a transposição do São Francisco foi obra do atual governo, bolsonaristas agora espalham que a obra da ponte sobre o rio madeira também é de Bolsonaro. Fake news! Iniciada por Dilma, a ponte já estava 85% pronta quando Bolsonaro assumiu. Se apropriar de obras dos governos petistas é a especialidade desse governo", disse Gleisi. Na imagem ela diz que Bolsonaro tenta roubar mais uma obra realizada nos governos petistas.

Gleisi Hoffmann, divulgou em seu Facebook oficial uma imagem comparando Lula e Bolsonaro no Nordeste com apoiadores. "Até nisso ele tenta imitar o original. Recuse imitações", diz a imagem com Lula no passado no Nordeste com apoiadores e Bolsonaro recentemente na região onde foi a única onde o presidente perdeu para o PT nas eleições. "É o sonho dele ser Luiz Inácio", diz Gleisi sobre Bolsonaro.


Leia também Gleisi: "Bolsonaro tenta roubar mais uma obra realizada nos governos do PT"            Gleisi de Bolsonaro: "É o sonho dele ser Luiz Inácio"

E você, concorda com Gleisi sobre Bolsonaro roubar obras dos governos petistas?



----

24/09/2020 - Quinta

Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 

Dependemos exclusivamente do que tem na internet já que não somos jornalistas, não investigamos situações, tentamos repercutir falas de personagens do país de um modo geral, portanto, publicações são feitas com base no que dizem em seus perfis oficiais onde paramos para olhar o que acontece e trazemos para mais pessoas verem, opinarem, enfim.

Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.









quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Após Bolsonaro na ONU, Gleisi do PT posta discurso da Dilma: "Saudades de uma líder de verdade"

 Após Bolsonaro na ONU, Gleisi do PT posta discurso da Dilma: "Saudades da uma líder de verdade"

Imagem: Reprodução Facebook

O presidente Bolsonaro fez seu segundo discurso na ONU que está sendo bastante repercutido inclusive fora do Brasil, muitos meios e pessoas foram contra muita coisa que ele falou. O G1 apurou com o fato ou fake onde teve resultado de algumas falas do presidente terem sido falsas. Gleisi Hoffmann, Deputada Federal e ex-Senadora do PT postou em seu Facebook oficial um discurso da ex-presidente Dilma, que venceu duas eleições seguidas após o ex-presidente Lula  também ter tido dois mandatos, só que ela foi retirada do poder pelo impeachment na segunda oportunidade.

"Saudades de quando tínhamos uma líder de verdade! Reveja o discurso de Dilma Rousseff na Assembleia Geral da ONU", disse Gleisi. Assista ao vídeo: 


Bolsonaro e Felipe Neto estão na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo da Time em 2020

Bolsonaro e Felipe Neto estão na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo da Time de 2020

Imagem: Reprodução Facebook

Opositores na vida política, juntos na mesma lista como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo pela revista Time, uma das mais importantes do mundo. O presidente do Brasil pela segunda vez, Felipe Neto na primeira justamente após usar sua grande visibilidade que possui entre nichos específicos, para fazer publicações contra Bolsonaro.

O que fez que ele também ficasse conhecido pelo ativismo político. Ele é empresário e um dos mais antigos e maiores You Tubers do mundo, mas só veio se destacar após se opor ao Bolsonaro que já tinha um alto índice de rejeição e foi eleito presidente por causa de uma rejeição maior ainda da possibilidade do PT voltar ao poder máximo no Brasil, o que faria qualquer opositor eleito já que uma grande parte da sociedade brasileira não queria de novo o partido que por mais de uma década governou o Brasil que já tinha tido outros 2 ciclos com FHC do PSDB.


O presidente do Brasil aparece na lista de 100 pessoas mais influentes do mundo como líder ao lado de Xi Jinping/China, Donald Trump e Joe Biden dos EUA, Angela Merkel da Alemanha, entre outras pessoas.

Já o You Tuber Felipe Neto está na lista como ícone ao lado pessoas como Chi Chia-wei, ativista dos direitos civis gay de Taiwan que em março de 1986 se tornou a primeira pessoa de seu país a se assumir como gay em rede nacional, Alicia Garza, Patrisse Cullors and Opal Tometi que são fundadoras do Black Lives Matter, Angela Davis que já se candidatou a vice-presidente dos EUA em 1980 e 1984, é uma ativista política que escreveu vários livros, alguns em português e vem denunciando o sistema prisional dos EUA. Ela é abolicionista, diz que nos EUA tem um complexo industrial de prisões, quer extinção de penas em presídios, onde tem a maioria de negros e latinos e diz que o motivo é origem de classe e raça dos apenados, entre outras personalidades.

Parte do que disseram na Time de Bolsonaro e Felipe Neto.

"A história do ano no Brasil pode ser contada em números: 137.000 vidas perdidas para o coronavírus. A pior recessão em 40 anos. Pelo menos cinco ministros demitidos ou demitidos do Gabinete. Mais de 29.000 incêndios na floresta amazônica somente em agosto. Um presidente cujo ceticismo teimoso sobre a pandemia e indiferença à espoliação ambiental elevou todos esses números.

Mesmo assim, o número que realmente importa é 37 - a porcentagem da sociedade brasileira que aprovou Jair Bolsonaro em uma pesquisa no final de agosto, a maior pontuação desde que ele assumiu o cargo no início do ano passado. Apesar de uma tempestade de denúncias de corrupção e uma das maiores taxas de mortalidade COVID-19 do mundo, o agitador de direita continua popular entre uma grande parte dos brasileiros", diz parte do texto de Stewart, editor internacional da Time.

Já o de Felipe Neto quem escreveu foi o político de esquerda brasileiro do PSOL, David Miranda, que entrou após Jean que foi eleito resolveu desistir por causa de ameaças e foi embora do Brasil. Ele é casado com Gleen conhecido mundialmente pelo caso Snowden.

"Com 39 milhões de assinantes no YouTube e 12 milhões de seguidores no Twitter, Felipe Neto, 32, é o influenciador digital de maior importância no Brasil, possivelmente no mundo. O domínio online de Neto não é novo. Uma década atrás, da humilde casa de sua família no Rio de Janeiro, ele começou a criar conteúdo para o YouTube e rapidamente encontrou fama, um público jovem enorme e leal e patrocínios lucrativos. O que mudou - radicalmente - é a forma como Neto usa sua plataforma. Sua notoriedade inicial foi gerada pela tarifa padrão para adolescentes online: videogames, celebridades e meninas. Neto, arriscando sua marca e segurança, redirecionou sua popularidade para se tornar um dos oponentes mais eficazes de Bolsonaro.

Quando Felipe Neto fala, milhões ouvem. E sua voz agora justa e politizada ressoa poderosamente em um país cuja democracia está em perigo", diz Miranda, entre outras coisas na Time.

Nenhuma outra pessoa do Brasil está na lista. 

Felipe Neto divulgou sobre o assunto em seu Facebook oficial onde tem 116 mil curtidas e 190 mil seguidores, seus vídeos até o presente momento tem menos de 100 mil visualizações, números bem menores se comparado aos milhões de seguidores e views em outras redes sociais.  O próprio post no Face tem menos de 6 mil reações, menos de 800 comentários e menos de 400 compartilhamentos, engajamento totalmente diferente, muitíssimo menor, que o alcançado por ele em outras plataformas como no You Tube e Twitter, por exemplo.

"Oi... Eu fui eleito pela TIME como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo. Apenas outros 10 brasileiros já apareceram nessa lista até hoje. 3 Presidentes da República (Lula, Dilma e Jair), 1 Ministro do STF (Joaquim Barbosa), 3 mega executivos (Eike Batista, Graça Foster e Jorge Paulo Lemann), 2 atletas (Medina e Neymar) e 1 juiz (Sérgio Moro) compuseram essa lista até hoje. Hoje, pela primeira vez, um youtuber brasileiro surgiu na lista. Eu não faço a mínima ideia da real dimensão disso, mas prometo que vou continuar tratando com muita responsabilidade o tamanho da influência que eu sei que tenho.

Vou continuar lutando pela democracia, pela ciência, contra os negacionistas e obscurantistas. Continuarei enfrentando o fascismo e defendendo mais justiça, igualdade e inclusão. Contudo, preciso ser sincero, eu não faço a mínima ideia do que se tornou tudo isso. Eu sou só um garoto do Engenho Novo e sinto que a qualquer momento vou acordar no minúsculo quarto que dividi com meu irmão durante quase vinte anos, olhar pro teto, suspirar e dizer: “que pena, foi só um sonho”. Eu não sei o tamanho do que me cerca. E espero nunca realmente saber", disse Felipe Neto.







Lista das 100 personalidades mais influentes da Time em 2020:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/


Texto completo sobre Bolsonaro:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/5888329/jair-bolsonaro-brazil/


Texto sobre o Felipe Neto:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/5888282/felipe-neto/


Black Lives Matter:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/5888228/black-lives-matter-founders/


Chi Chia-wei:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/5888257/chi-chia-wei/


Angela Davis:

https://time.com/collection/100-most-influential-people-2020/5888290/angela-davis/


Para saber mais dê preferência aos artigos em inglês da Wikipédia. 


https://en.wikipedia.org/wiki/Chi_Chia-wei


https://en.wikipedia.org/wiki/Angela_Davis



----

23/09/2020 - Quarta

Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 


Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.







Eduardo Bolsonaro posta prints de Luísa Sonza e pergunta quem tem jegue para vender

Eduardo Bolsonaro relembrou episódio onde Luísa Sonza saiu do avião que ela e o Bolsonaro que ainda era Deputado estavam e da advogada que acusou ela de racismo movendo processo contra ela.


Imagem: Reprodução Facebook


O filho do presidente Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro que é Deputado Federal por São Paulo, postou em seu Facebook oficial uma imagem com dois prints de situações que aconteceram com Luísa Sonza, artista que recentemente se separou de Whindersson Nunes e após algum tempo anunciou estar namorando com o cantor Vitão.

Na parte de cima tem uma chamada de notícia citando o ocorrido no passado recente onde ela juntamente com outros passageiros pediram para desembarcar do avião que também estava o pai do Eduardo, o Jair Bolsonaro que era Deputado Federal na época.

Na parte de baixo da imagem, tem um título de matéria onde fala que ela está sendo processada por advogada que acusa ela de racismo por conta da artista ter em tese confundido ela com uma funcionária do local.

"Alguém aí tem um jegue para vender?", perguntou Eduardo Bolsonaro na descrição da publicação que teve mais de 70 mil reações, 11 mil comentários e mais de 7 mil compartilhamentos até o dia 23/9, o post foi feito no dia 21.


sábado, 19 de setembro de 2020

"Saudade dos governos do PT!⁣ ", disse Gleisi

 Gleisi Hoffmann: "Com Lula, o arroz passou de R$ 13,00 para R$ 5,90"

Imagem: Reprodução Facebook

Em seu Facebook oficial, Gleisi Hoffmann, Deputada Federal do PT, divulgou um vídeo com o ex-presidente Lula falando de como eram os preços no seu governo. O saco de cimento passou de R$ 22,00 para R$ 10,00. "Com Lula, o pacote de arroz passou de R$ 13,00 para R$ 5,90. Não é justo que aqueles que trabalham não tenham direito de comer as coisas boas que o Brasil produz. ⁣⁣

⁣⁣"Que saudade dos governos do PT!⁣ ", disse Gleisi.


Assista ao vídeo do Lula abaixo:

Bolsonaro: "Corrupção para valer é com a família Marinho"

Bolsonaro: "Corrupção para valer é com a família Marinho"

Imagem: Reprodução Facebook


O presidente Bolsonaro divulgou em seu Facebook oficial um vídeo de quase 8 minutos do Jornal da Record sobre acusações contra a Globo. No vídeo, uma frase no fundo diz 'O lado oculto do império' sobre o direito de transmissão das Olimpíadas.

"Ganância de um império da comunicação", falou o jornalista com base em delação do ex-governador do RJ que está preso, Sérgio Cabral, que segundo a matéria ele tinha amizade com 2 dos Marinho, família dona da Globo.

"Os esquemas bilionários da Globo. Corrupção para valer é com a família Marinho", disse Bolsonaro.






E você, o que diz sobre Bolsonaro falar que 'corrupção para valer é com a família Marinho', dona da Globo?



19/09/2020 - Sábado

----


Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 


Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.


Eduardo Bolsonaro: "Diálogo com Embaixador dos EUA sobre a importância do americano a 4:30h de Manaus e da presença militar"

Eduardo Bolsonaro: "Diálogo com Embaixador dos EUA sobre a importância do turista americano que está a 4:30h de Manaus e da presença militar"

Imagem: Reprodução Facebook


O filho do presidente Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, que é Deputado Federal por São Paulo, divulgou em seu Facebook oficial uma imagem de várias pessoas em um evento em Manaus sobre o turismo na Amazônia. Esta região é muito importante para o planeta Terra de um modo geral e tem muita riqueza de um modo geral inclusive de coisas que nem imaginamos...

"Em evento sobre turismo na Amazônia ressaltei que devemos acabar com a ideia de que o ser humano é o vilão da natureza, bem como de que a infraestrutura leva ao desmatamento, pois só há como fiscalizar e coibir crimes ambientais se o agente estatal puder ir à localidade.

No meio da fala passei pelo edital da BR-319 feita pelo Min. Tarcísio, do diálogo com Embaixador dos EUA Todd Chapman sobre a importância do turista americano que está a 4:30h de voo de Manaus e da presença militar na Amazônia", disse Eduardo Bolsonaro. 

Esta região é rica em solo, árvores e plantas que servem de cura para muitas doenças, tem água, todo um ecossistema único no mundo. Precisamos cuidar da Amazônia pois sem ela para nos dar os rios voadores o Brasil não produziria tanta coisa que serve ao país e ao mundo.


E você, concorda com Eduardo Bolsonaro sobre aproximação com os EUA?


19/09/2020

----


Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 


Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.


Gleisi do PT de Bolsonaro: "Para o povo 300 reais, para os bancos 325 bilhões"


19/09/2020 - Gleisi do PT de Bolsonaro: "Para o povo 300 reais, para os bancos 325 bilhões"
Imagem: Reprodução Facebook



Em seu Facebook oficial, Gleisi Hoffmann, Deputada Federal do PT e ex-Senadora pelo estado do Paraná, postou uma imagem onde falou sobre o presidente Bolsonaro ter reduzido o auxílio. Ela foi contra reduzir o benefício e sempre faz críticas ao presidente. 

 

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Gleisi: "Bolsonaro e Salles são cúmplices dos criminosos que estão incendiando o Pantanal e precisam pagar!"

Gleisi: "Bolsonaro e Salles são cúmplices dos criminosos que estão incendiando o Pantanal e precisam pagar!"

Imagem: Reprodução Facebook


Em seu Facebook oficial, Gleisi Hoffmann, Deputada Federal do PT e ex-Senadora, falou sobre o Pantanal e seu grave problema de queimadas deixando vegetação e animais mortos sem ao menos saber ao certo quando isso terá fim, de qual forma, em quanto tempo, entre outras dúvidas.

"O crime compensa nesse governo. Ninguém fiscaliza, ninguém pune, vegetação e animais morrem, e fica por isso mesmo. Bolsonaro e Ricardo Salles são cúmplices dos criminosos que estão incendiando o Pantanal e precisam pagar!⁣"

"Cuiabá (MT) amanheceu irreconhecível por causa da fumaça dos incêndios no Pantanal. Fazendeiros são investigados pela Polícia Federal como responsáveis pelas queimadas criminosas. Isso acontece porque o Ibama não fiscaliza mais como antes. Bolsonaro cortou verbas do órgão e acabou com a política de fiscalização e fez as multas ambientais cairem 22% esse ano apesar do aumento nas queimadas. Bolsonaro e Salles estão completamente omissos aos incêndios e precisam ser responsabilizados", disse Gleisi em outra publicação.

"Céu de Curitiba hoje devido as queimadas no Pantanal. Esse desgoverno está destruindo o Brasil", disse também em uma publicação.


E você, concorda com Gleisi que Bolsonaro deve ser responsabilizado pelas queimadas no Pantanal, entre outras coisas?



15/09/2020 

----


Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 


Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.










Bolsonaro recua do Renda Brasil, um Bolsa Família mais turbinado

Bolsonaro recua do Renda Brasil, que seria um Bolsa Família mais turbinado

Imagem: Reprodução Facebook

O presidente Bolsonaro divulgou em seu Facebook oficial uma mensagem informando que recuou da excelente proposta que deve ser amplamente discutida por toda sociedade, uma renda mínima para quem precisa já que os empregos estão cada vez mais escassos e muito em breve não terão mais grande parte das funções ainda desempenhadas principalmente no Brasil, em outros países tudo já está diferente e o povo deve entender que antes aproveitaram trabalhadores do campo para construir cidades, agora não terá o que fazer já que Inteligência Artificial com tecnologia e machine learning vão substituir grande parte do conhecido trabalho feito por humanos até então que já estão sendo substituídos aos poucos de vários meios, antes precisavam de milhares para plantar e colher, depois uma grande máquina fez isso, o mesmo para o seu dia com máquinas de lavar roupas, talheres, fazer café, enfim.

Não é sobre qualificar melhor, ter quem indica, portos, empresas como Amazon, hotéis, enfim, os mais variados ramos já está neste caminho sem volta e um projeto de renda mensal independente deste ponto já deveria estar vigorando pois movimenta o país, diminui os problemas e dá uma previsibilidade para quem recebe saber que tal dia, todo mês, vai cair uma quantia para essa pessoa se planejar.

O presidente mostrou alguns prints de notícias e falou do tema. Infelizmente não conseguiram dizer da onde viria o dinheiro para custear esta excelente ideia, apenas pegar de algum lugar já existente como abono, seguro defeso, congelar aposentadorias, entre outras que na prática seria apenas uma mudança de nome, como foi no Minha Casa Minha Vida que foi transformado no casa verde e amarela.

Este é um projeto que deveria ser tratado pelos 3 poderes como emergencial, de prioridade máxima, avisar ao povo que vão fazer essa renda básica já traria um descanso mental para muitas pessoas. 


"Congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência, um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade. Como já disse jamais tiraria dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos", falou Bolsonaro na descrição do vídeo. Assista abaixo:



segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Rachel Sheherazade: "Isso não é só no jornalismo, acontece no país inteiro", sobre diferença salarial entre homens e mulheres ao Leo Dias do Metrópoles

Rachel Sheherazade: "Isso não é só no jornalismo, acontece no país inteiro", sobre diferença salarial entre homens e mulheres ao Leo Dias do Metrópoles

Imagem: Reprodução Facebook


A jornalista Rachel Sheherazade, que estava no SBT, foi entrevistada por Leo Dias do site "Metropoles" e falou sobre alguns assuntos, entre eles sobre a diferença de salários entre homens e mulheres nos empregos de um modo geral.


"Eu duvido que na televisão brasileira exista alguma âncora mulher que ganhe mais que um âncora masculino, eu não conheço, das colegas jornalistas, que eu tenho contato e nenhuma ganha mais que um homem. Isso acontece não é só no jornalismo, né Leo, acontece no país inteiro, salvo raras exceções, nós mulheres mesmo desempenhando o mesmo papel que os homens, mesmo tendo mesmo tempo de experiências, as vezes mais, talento igual, tudo igual", diz Rachel Sheherazade que vai sair depois de alguns anos do SBT por não ter o contrato renovado.


Feijão de R$ 1 mil contra o coronavírus sem provas: Ministério da Saúde e Valdemiro da Igreja Mundial são alvos do MPF


Feijão de R$ 1 mil contra o coronavírus sem provas: Ministério da Saúde e Valdemiro da Igreja Mundial são alvos do MPF 
Imagem: Reprodução Facebook




O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, foi alvo do MPF que pede indenização de pelo menos R$ 300 mil reais por danos sociais e coletivos por anunciarem sementes de feijão com a falsa promessa de cura do coronavírus. 

É importante lembrar que não temos medicamentos, remédios, tratamentos ou vacina contra o coronavírus pois como foi tudo de surpresa não teve prazo ainda de ser concluído os procedimentos para chegarmos em algo que é aprovado pelas autoridades e instituições como OMS. Não se deixe enganar por falsas curas e promessas enganosas. Estamos esperando vacinas e outras coisas de modo oficial e cientificamente comprovado. 

"O MPF quer que o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus paguem pelo menos R$ 300 mil de indenização por danos sociais e morais coletivos. O motivo é o anúncio de sementes de feijão com a falsa promessa de que, se cultivadas, curariam a covid-19. Para o MPF, trata-se de prática abusiva da liberdade religiosa, por colocar em risco a saúde pública e induzir fiéis a comprarem um produto sem eficácia comprovada.

As sementes foram anunciadas em três vídeos veiculados no YouTube por preços que alcançavam R$ 1 mil cada. O Ministério da Saúde, representado pela União, também responderá à ação por ter removido de seu site uma mensagem de alerta contra os anúncios enganosos de Valdemiro. A publicação, feita após pedido do MPF, ficou no ar durante poucos dias e depois foi removida sem explicações", disse o Ministério Público Federal em seu Facebook oficial. 


 


Eduardo Bolsonaro: "Rodar o Brasil mostrando como tem mudado com Bolsonaro, identificar lideranças e desmascarar a esquerda"

Eduardo Bolsonaro: "Rodar o Brasil mostrando como tem mudado com Bolsonaro, identificar lideranças  e desmascarar a esquerda" 
Imagem: Reprodução Facebook



 O filho do presidente Bolsonaro e Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro, divulgou em seu Facebook uma imagem mostrando que ele e apoiadores no primeiro encontro de bolsonaristas em Niterói, Rio de Janeiro, estado onde é o berço político de sua família. 

"Organizado pelo Dep. Fed. Carlos Jordy participei hoje do 1º Encontro de Bolsonaristas em Niterói-RJ. Rodar o Brasil mostrando como nossa pátria tem mudado com o governo Bolsonaro, identificar liderança locais e desmascarar a esquerda mostrando o porquê da maioria dos brasileiros serem conservadores tem sido nosso trabalho nesse tipo de evento. Espero fazer muito outros! 🇧🇷", disse Eduardo Bolsonaro na descrição.

Recomendação da OMS é evitar sair de casa, fazer o isolamento social se puder, usar máscara, evitar aglomerações, entre outras medidas como higienização das mãos, não levar mão mesmo que limpa ao rosto, entre outras. 


Gleisi: Custo de vida com Bolsonaro x com Lula e Dilma

Gleisi: Custo de vida com Bolsonaro x com Lula e Dilma 
Imagem: Reprodução Facebook



O custo de vida no Brasil vem aumentando e sendo alvo de muitos debates de um modo geral. Gleisi Hoffmann, ex-Senadora e atual Deputada Federal do PT, divulgou em seu Facebook uma imagem com assinatura da Maria do Rosário comparando o custo de vida do governo Bolsonaro e dos governos petistas com Lula e Dilma. Você já fez este comparativo? 

"Já que hoje é dia de #TBT, que tal lembrar quando o brasileiro tinha poder de compra de verdade?⁣ 🖌️ Equipe de comunicação - Deputada Federal Maria do Rosário", diz na descrição.

 

Bolsonaro: "Eu evite um impeachment", diz sobre vetar isenção parcial de dívidas de igrejas

Bolsonaro: "Eu evite um impeachment", diz sobre vetar isenção parcial de dívidas de igrejas



Imagem: Reprodução Facebook



O presidente Bolsonaro divulgou em seu Facebook uma explicação sobre o veto parcial sobre dívidas tributárias de igrejas que foi alvo de debates na internet nos últimos dias se ele deveria ou não sancionar o que Câmara dos Deputados e Senado Federal já tinham decidido que sim, faltava ele como presidente vetar ou aceitar. Abaixo ele explica sua decisão e motivos. 

 

sábado, 12 de setembro de 2020

Bolsonaro: "Plantadores de arroz estavam com prejuízo há mais de 10 anos"

Bolsonaro: "Plantadores de arroz estavam com prejuízo há mais de 10 anos"

Imagem: Reprodução Facebook


O presidente Bolsonaro comentou sobre alguns assuntos do momento como o mais repercutido, alta de preços. "A gente sabe que é pouco mas é muito para o Brasil, era para durar 3 meses foi pra 5 e agora não dá mais para aguentar R$ 50 bi por mês, passamos para R$ 300,00. Hoje conversei com autoridades dos supermercados, na ponta da linha o preço chega pra eles e estão se empenhando pra reduzir o preço da cesta básica que graças ao auxílio emergencial teve aumento no consumo, ouve mais exportação em dólar, os plantadores de arroz estavam com prejuízo há mais de 10 anos, mas está sendo normalizado ai, não vamos interferir no mercado de jeito nenhum, não existe canetaço para resolver os problemas da economia", disse Bolsonaro. Assista ao vídeo: 


quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Ex-advogado de Bolsonaro e filho, atual de Lula e do Witzel são alvos da Lava Jato

Ex-advogado de Bolsonaro e filho, atual de Lula e do Witzel são alvos da Lava Jato

Imagem: Reprodução Facebook

Com tantos processos e descobertas, notamos que a operação Lava Jato não tem limites no trabalho contra corruptos de um modo geral. Já foram alvos políticos ditos intocáveis, empresários da mesma forma, grandes empresas, lavadores de impostos roubados, doleiros, ex-presidentes em outros países e também todas estas outras pessoas de poder, agora até mesmo escritórios de advocacia por esquemas de  desvios e propinas que eram repassadas para servidores públicos.

Marcelo Bretas foi o juiz que autorizou medidas de busca e apreensão. Foram 50 mandados de busca e apreensão feitos por agentes da Polícia Federal. Dos 26 réus denunciados, 23 são advogados.

Baseada em uma delação premiada, onde um acusado de crimes entrega o esquema e outras pessoas para conseguir benefícios como não cumprir pena em presídios, ou se cumprir no caso em locais diferentes dos presos 'comuns' ou até mesmo em casa, sendo domiciliar, que revelou um forte esquema no Sistema S, do Sesc, Senac e Fecomércio com advogados e até firma de ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, filho do presidente do STJ e filho de ministro do Tribunal de Contas da União. Frederick Wassef, ex-advogado da família Bolsonaro que após ter sido descoberto em "missão humanitária" segundo ele mesmo falou que estava escondendo o Fabrício Queiroz, conhecido de décadas da família Bolsonaro sendo bastante influente que já teve apoio do presidente e filhos foi alvo em um esquema, investigado por corrupção, Zanin do Lula, aquele que ficou conhecido ao 'debater' com o então juiz Sergio Moro e uma advogada que defende o Witzel em outro.

Orlando Diniz foi ex-presidente destes locais e fez delação premiada. Lava Jato diz que Fecomércio gastou R$ 355 milhões com advocacia por serviços que em tese eram feitos e R$ 151 milhões foram desviados.

Dia histórico para toda esta lutra contra desvios de um modo geral onde notamos que os motivos que levam esta operação de ser atacada é justamente por fazer o que até então muitas pessoas nem sonhavam ser possível um dia no Brasil, colocando como alvos gente de todos os meios.

E você, apoia os trabalhos da Lava Jato?


----


Escrito por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 no auge dos protestos ocorridos durante o evento mundial de futebol, Copa das Confederações que é um teste para realizarem a Copa do Mundo no ano seguinte, faz sua parte na internet, criada por AnonymousBr4sil que desde 2012 atua na internet e fez este movimento, esta ideia, de reunir pessoas em prol de causas e engaja das mais variadas formas, atendendo aos pedidos de muitos perfis que pediam um meio alternativo para verem materiais e compartilharem. Brasil Contra Corrupção não é um site jornalístico, somos meio que um movimento, uma ideia de união de pessoas, blog de opinião pessoal sem compromisso de jornalismo profissional, que divulga conteúdos de interesse da sociedade de todos atores políticos não importando quem sejam, acreditamos no debate acima de tudo e saber o que estão dizendo é fundamental. Não somos envolvidos diretamente com política e partidos, nossa atuação é como fazemos desde nossa fundação. Nunca indicamos ao público em quem votar, apoiamos que votem sempre e participem do processo eleitoral pois devemos sempre acreditar na política para resolver os problemas do país não importa o que tenha acontecido. 


Todas publicações são conferidas antes de serem divulgadas e tem base nos próprios perfis oficiais das pessoas citadas. Só tratamos de verdade, jamais vamos inventar falas de ninguém. Nossa liberdade consiste em não fazer parte de nenhum grupo político querendo se manter no poder ou entrar, consiste em esperar que os que estejam ou venham fazer parte em todos poderes tomem providências que melhorem a vida do povo. Nunca fomos alvo de processo por partidos ou políticos pois não fazemos notícias falsas, conhecidas por fake news/informações falsas, nem faremos, uma de nossas missões é expor os acontecimentos na intenção de buscarmos em sociedade soluções para os problemas que enfrentamos e isto vem de comentários, dicas, sugestões, enfim. Damos vozes para todos os lados e qualquer pessoa da política que precisar de sua resposta ou opinião aqui nós divulgamos pois não temos lados escolhidos nem teremos.





terça-feira, 8 de setembro de 2020

Gleisi: "Bolsonaro preferiu para pagar juros da dívida do que R$ 600 do auxílio"

6 meses de auxílio de R$ 600 estariam garantidos se o dinheiro usado para pagar juros da dívida, R$ 325 bilhões (10 Copas do mundo) fosse pro benefício de emergencial por causa de um vírus que está matando gente em todo o mundo. Daria para fazer 10 Copas Fifa, com base no valor gasto para o evento mundial no Brasil de quase R$ 30 bilhões.

Imagem: Reprodução Facebook


O presidente Bolsonaro usou parte dos lucros das reservas cambiais para pagar juros da dívida pública. Gleisi Hoffmann, ex-Senadora e atual Deputada Federal, sugeriu usar esse dinheiro para pagar o auxílio emergencial e agora criticou o presidente em seu Facebook. 

"Bolsonaro preferiu usar o dinheiro em caixa para pagar juros da dívida pública do que para manter o valor de R$ 600 do auxílio emergencial. Num momento de crise extrema, pagar dívida é mais importante que a necessidade do povo?", disse Gleisi. 


"Auxílio de R$ 300 levará 13 milhões de brasileiros para as classes "D" e "E". Bolsonaro não olha para os mais pobres", diz na imagem da publicação de Gleisi no Facebook.

Bolsonaro já tinha falado que mais 2 meses de auxílio quebraria o Brasil, o tempo passou, o auxílio foi prorrogado e o Brasil não quebrou, Gleisi disse que Bolsonaro mente ao dizer que auxílio custa R$ 50 bilhões.

Leia mais sobre o assunto em seguida. 

 Gleisi do PT: "Lei de Bolsonaro que reduz Auxílio Emergencial é ainda mais cruel do que parece"

Imagem: Reprodução Facebook


"Ele alega que não tem dinheiro para pagar os R$ 600. Bolsonaro mente como costumeiramente faz. Vocês sabiam que o Banco Central, que é o banco do governo, vai depositar para o governo R$ 325 bilhões de reais? Estes R$ 325 bilhões são relativos aos lucros da reserva cambial, aquela poupança em dólar que Lula e Dilma deixaram em seus governos e sabe o que Bolsonaro vai fazer com isso? Pagar a dívida pública, os títulos que os bancos privados compram do governo. Vai pagar pros bancos, ora gente, os bancos tem condições de esperar, quem não tem condições de esperar é o povo brasileiro que precisa desse dinheiro, essa redução vai afetar muito a vida da população e a própria economia brasileira, agora é hora de colocar renda na mão do povo", disse Gleisi dia 3 de Setembro em seu Facebook que continua falando da redução de pessoas alcançadas pelo auxílio emergencial.

 


Vacina que Bolsonaro anunciou é suspensa, Brasil tem 5 mil voluntários testando

Vacina que Bolsonaro anunciou é suspensa, Brasil tem 5 mil voluntários testando
Imagem: Reprodução Facebook


O presidente Bolsonaro divulgou parceria com vacina da empresa farmacêutica anglo-sueca Astrazeneca feita em parceria com Universidade de Oxford para o Brasil mas infelizmente, não por culpa do presidente, ela foi suspensa no momento em um protocolo internacional que deve ser seguido. Suspeita de reação adversa de uma pessoa voluntária no Reino Unido foi motivo da decisão. 

Agência ANVISA do Brasil foi avisada. Governo Bolsonaro investiu mais de U$$ 600 milhões, outros países também colocaram dinheiro nos testes para garantir caso tudo esteja correto para distribuírem para seus povos. 

Esta foi a primeira vacina contra o coronavírus suspensa na terceira fase. São nove vacinas nesta etapa. Aqui no Brasil a FioCruz realiza os testes de Oxford. 

"Publicada a MP que cria crédito extraordinário de R$ 1,9 bilhão destinado à pesquisa, produção e aquisição da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford. Essa parceria visa também toda a transferência de tecnologia para o Brasil, de modo que a vacina poderá ser produzida aqui sem custos outros. Comprovada sua eficácia contaremos com 100 milhões de doses a serem distribuídas gratuitamente a partir de janeiro de 2021", disse Bolsonaro em agosto. 



Procurador do MP é punido por postagem sobre político

Pessoas poderosas de um modo geral entre políticos, laranjas de corruptos, doleiros, empresários que foram ou ainda podem ser atingidos por investigações contra à corrupção comemoram. Já muitas pessoas acham que punição de procurador que ocorre após um político entrar com recurso pode atrapalhar um Brasil onde ao menos se amenize tantas formas de corrupção.

Imagem: Reprodução Facebook


O Conselho Nacional do Ministério Público puniu seu próprio integrante que tem o dever e trabalho de ser contra corrupção, por uma postagem sobre o político Renan Calheiros que já foi alvo de processos de corrupção.

Deltan disse em sua rede social que reforma contra a corrupção dificultaria se de fato Renan fosse eleito presidente do Senado.


"A advertência do CNMP é branda para a odiosa perseguição de Deltan Dallagnol contra mim: campanhas políticas opressivas, postagens fakes, investigação sem prova para tornar-me multi-investigado (mais de 2/3 arquivadas pelo STF). Entrarei com ação civil para reparação de danos morais", disse Renan Calheiros em seu Facebook oficial.


"Que vexame, Dallagnol. Censurado, mesmo tardiamente, pelos próprios colegas. E tendo de apelar ao STF para fugir da punição que merecia e que a lei prevê. Não tem Power Point que explique a hipocrisia da Lava Jato", disse Gleisi Hoffmann do PT.


"O Conselho Nacional do MP me censurou hoje por ter defendido a causa anticorrupção nas redes sociais, de modo proativo, aguerrido e apartidário. Discordo da decisão, que ainda há de ser revertida", disse Deltan Dallagnol.

"Quando criamos o CNMP não imaginávamos que seria utilizado para condenar os que combatem a corrupção. Trata-se de flagrante inversão de valores", disse o Senador Alvaro Dias.


Análise da Brasil Contra Corrupção muito resumida, em breve divulgamos o texto completo: 

Houveram diversos movimentos e protestos contra Renan Calheiros na presidência do Senado. A imagem dele no caso já estava bastante exposta e não seria uma postagem do Deltan que iria dar a bala de prata ou não sobre o Senado que é um ambiente onde muitas pessoas na verdade que são contra o trabalho da Lava Jato. Se Deltan tivesse toda essa influência sobre os políticos do Brasil não teríamos tantas investidas contra o trabalho desempenhado. Pesquise pelo #ForaRenan na internet e comprove que por exemplo em 2013, antes da Lava Jato e desta eleição, já existia um forte movimento contra Renan Calheiros poucos anos antes desta postagem do coordenador da Força Tarefa da Lava Jato. Renan já teve processos prescritos, já foi absolvido, enfim.


O trabalho da Lava Jato atingiu pessoas que foram presas e condenadas que nunca tinham sido incomodadas com este fato, entre empresários poderosos, políticos, laranjas, doleiros, entre outras funções em super esquemas de roubar dinheiro público dos impostos que matam milhões de pessoas, um latrocínio generalizado. Outros países com base no que o trabalho da Lava Jato descobriu aqui, foram investigar se tinha sentido e também foram condenadas muitas pessoas, poderosas de vários meios também, inclusive de ex-presidentes.


Lula é contra o que o procurador do MP fez e muitos outros políticos também. Comemoração deve ser grande hoje da parte de muitas pessoas que foram e ainda podem ser alvos destes processos por corrupção. Um fato interessante aconteceu hoje. Toda sociedade deve se atentar não se foi certo ou não o procurador ser punido mas sim sobre quais limites isso tem, até onde poderá ir um procurador, se ficarão limitados, se após isso tantas outras pessoas que fazem o mesmo podem ficar com medo de serem punidas também, entre graves outros problemas. Não estamos falando exatamente desse caso se está certo ou não mas sim de um modo geral dos fatos de forças tarefas conta corrupção e toda instituição do MP. Qual vai ser o futuro após esse ocorrido? Entre tantos outros questionamentos e análises que podem ser feitos, em breve texto maior. Opinião nossa da Brasil Contra Corrupção que foi criada pela AnonymousBr4sil que desde 2013 no auge dos protestos apoia todo esforço contra o cenário de corrupção e apoia o trabalho da Lava Jato. 


Assim como leis de internet como 'anti fake news' podem intimidar, deixar pessoas com medo de serem presas, processadas e vão deixar de manifestar suas opiniões na internet ou até mesmo de compartilhar um link de qualquer tema que seja, esta punição pode acabar com todo sonho de um Brasil sem corrupção. Muitas pessoas, muitos meios perderam audiência, não conseguiram debater com o público da internet que procuraram outros meios para se informar, comemoram esta obrigação de o povo voltar nem que seja na lei divulgar apenas o que eles dizem ser o correto. Um debate sobre censura por muitos meios entra nisso, calando internet colocando de um jeito que pessoas se tornem alvo de quem perdeu ibope, perdeu visualizações para uma simples pessoa comum antes da internet que jamais teria outro meio de se manifestar ou influenciar na sociedade de um modo geral combinado com punição de  membros do MP deixa de uma vez por todas o caminho aberto para tudo ser pior que antes pois agora tem o agravante de prisão tanto de pessoas 'normais' na internet falando de política ou outro tema e punição de procuradores que são pagos e tem o dever de trabalharem investigando casos de corrupção.


O que Deltan já disse em outras oportunidades sobre procuradores e processos sofridos. 


O Procurador da República e coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, operação que prendeu vários corruptos e descobriu grandes esquemas de corrupção que tiveram repercussão mundial com pessoas presas até em outros países por causa do que foi descoberto aqui no Brasil, vem divulgando em seu perfil no Facebook sobre perseguições que vem sofrendo.

Ele pode ser até mesmo afastado, tem recebido apoio de pessoas do meio e também da sociedade que apoia seu trabalho. Também muitas pessoas são contra o que ele fez, consideram erradas atitudes que ele tomou e o querem fora do que faz. Um grande exemplo é o Lula que também não concorda com o trabalho do Sérgio Moro. O chefe do MP escolhido por Bolsonaro, Augusto Aras, também faz críticas ao trabalho e tem várias ideias para modificar como tudo vem acontecendo.

Abaixo vamos reproduzir alguns dos textos.

"Meu afastamento seria uma punição pelo trabalho contra a corrupção, tornaria letra morta a garantia de inamovibilidade de integrantes do Ministério Público e colocaria em xeque a própria credibilidade e independência da instituição. É justamente para casos como a Operação Lava-Jato que as garantias dos membros do Ministério Público foram estabelecidas na Constituição de 1988", diz uma das postagens de Deltan com para o jornal "O Globo" com título "Afastamento da Lava-Jato como punição pelo combate à corrupção" que foi divulgado no dia 13 de agosto.

"Obrigado de ❤️ pelo apoio. Admiro vocês por sempre defenderem o que acreditam de modo firme e corajoso. É uma imensa honra fazer parte desse time. Não poderia ter enfrentado desafios tão grandes e difíceis nos últimos anos ao lado de pessoas melhores", disse Deltan com um link para o site do Ministério Público Federal com título "Integrantes e ex-integrantes da força-tarefa da operação Lava Jato no Paraná e na Procuradoria Regional da República - 4° região expressam apoio ao coordenador Deltan Dallagnol" também postado no Facebook oficial de Deltan.

"A jurisprudência do CNMP em casos de afastamento compulsório, portanto, destoa da situação que envolve o procurador Deltan Dallagnol. Ela é normalmente utilizada para remover o membro do Ministério Público com postura leniente, jamais o que se dedica e se entrega ao ofício para servir a sociedade de modo combativo e aguerrido. (...) Uma das proteções mais básicas para agentes públicos em todo o mundo é a de que poderão cumprir seu dever sem receio de retaliação. A instauração de processo para remoção compulsória por interesse público sem uma base fática suficientemente demonstrada e grave inibirá ou mesmo erodirá garantias estabelecidas na Constituição para assegurar a independência do trabalho do Ministério Público brasileiro justamente em casos mais graves e complexos, como a operação Lava Jato", disse Deltan sobre um link para o site do UOL Notícias com título "Opinião: O interesse público e as garantias fundamentais dos membros do MP" divulgado dia 14 de agosto.

"Os três precedentes de remoção compulsória pelo Conselho Nacional envolvem casos graves de omissão e desídia na atuação, muito diferente da minha realidade de dedicação ao Ministério Público e ao serviço à sociedade. Seria o primeiro caso de afastamento dissociado de uma atuação leniente, mas, sim, aguerrida e combativa. Jamais respondi a processos disciplinares pela atuação em investigações e processos, a qual é, aliás, coletiva, de uma equipe, e não individual. Nesse contexto, meu afastamento forçado da maior operação anticorrupção da história brasileira, que pode acontecer para cidade distante de Curitiba, intimidaria pelo exemplo e enfraqueceria a independência do trabalho do Ministério Público", diz Deltan com um link que vai pro site do Correio Braziliense com título "Críticas de Aras são por desconhecimento, diz Deltan" divulgado dia 14 de agosto.

"A partir do momento em que o Ministério Público incomodar réus porque está fazendo seu trabalho, e seus integrantes passarem a ser retaliados, removidos, punidos por isso, aí acabou o MP, a sociedade estará  ao Deus dará. Procurador Roberson Pozzobon", com um vídeo no programa da Rádio Bandeirantes apresentado pelo Datena. 


"São ameaças tão graves que mobilizaram dezenas de outros integrantes do MP, dentro e fora da força-tarefa, que apontam também para o risco de se constatar que a instituição é incapaz de proteger seus membros que atuam no combate à corrupção, deixando-os à mercê da fúria retaliatória de investigados e réus”, diz Deltan em postagem que vai pro site do Gazeta do Povo com título "A perseguição contra Deltan Dallagnol e a Lava Jato continua divulgado no dia 17 de Agosto.


É muito importante que toda sociedade esteja ciente do que está acontecendo pois qualquer medida contra o que foi feito, contra Deltan, pode abrir precedente para um caminho sem volta no combate aos corruptos de um modo geral pois criaria um caminho para se vingarem caso sejam alvos de operações, entre tantos outros problemas.


 

Em emocionante discurso, depois de seis anos de intensa pressão, debates, idas e vindas, entre todo um cenário que levou o mesmo clima do Brasil na política e justiça tendo inclusive até presidentes de outros países presos, entre tantas outras pessoas por causa do trabalho iniciado na Lava Jato que entrou para a história do Brasil onde ex-presidentes como Lula e Dilma são contra por exemplo e agora o Bolsonaro sendo acusado de estar também contra, se aliar com pessoas que já foram alvos no passado, de terem governado com o PT, do presidente escolhido um chefe do MP que fez ataques contra 'o lavajatismo', o coordenador da Lava Jato no Brasil por razões pessoais teve que deixar o trabalho.

"Em seis anos de Lava Jato eu compartilhei com vocês muitos desafios que nós superamos juntos com coragem, trabalho, dedicação, perseverança e fé. Nós sonhamos juntos o sonho de um país menos corrupto e o seu apoio foi fundamental para os resultados alcançados. Eu serei eternamente grato a vocês por isso. Eu estou agora saindo da Lava Jato e eu quero contar para vocês a razão disso. Há algumas poucas semanas eu e minha esposa identificamos alguns sinais que nos preocuparam em nossa bebezinha, uma filhinha linda, pequena, de um ano e dez meses de idade. Ela passou a ter uma série de sinais de regressão no seu desenvolvimento, por exemplo, ela parou de falar algumas palavras que ela falava, ela deixou de olhar pra gente quando é chamada e passou a parar de olhar em nossos rostos e nossos olhos", diz Deltan no vídeo entre outras coisas, que cita os médicos terem uma série de suspeitas e pede atenção sobre isso poder acontecer com outras crianças.

 
Deltan recomenda atenção para o que acontece em Brasília poder afetar a Lava Jato.

Bolsonaro agradece criança Esther por entrevista no passado que o ajudou virar presidente; CQC, Pânico e Super Pop deram também muita visibilidade ao então desconhecido Deputado Federal

"Esther também é responsável pelo meu mandato, me entrevistou em Barretos faz quatro anos, foi um sucesso o vídeo dela, ela tem 10 anos de idade", disse Bolsonaro.

Imagem: Reprodução Facebook




O presidente Bolsonaro ontem desfilou em carro aberto com crianças e hoje foi entrevistado pela Esther
que tem 10 anos com canais no Tou Tube, Facebook e Instagram com o "Programa da Esther" que já
faz este trabalho com diferentes pessoas. Bolsonaro foi entrevistado pela criança Esther no passado enquanto era Deputado Federal e agradece ela por ser hoje presidente falando que ela também com outras pessoas é responsável por ele hoje ser o comandante máximo do país. Programas como CQC, Pânico e SuperPop da Luciana Gimenez, entre outros, também deram muita visibilidade ao Bolsonaro escancarando os limites da tentativa de denuncia ou de brincar, que na verdade gera maior conhecimento e ganho de público do alvo ao invés de em tese o queimar, digamos assim. 

"Converter seguidores" dos outros, uma pessoa menor que uma famosa faz algo pra ter uma resposta, alguma coisa neste sentido, para assim ficar conhecido por aquele público, isso acontece muito na internet por exemplo, uma pessoa tem canal, fala algo de um político, líder religioso, artista, ai tem uma resposta e suas redes sociais crescem de tabela, direta ou indiretamente, ganham visibilidade, enfim. Para quem não tem nada, mesmo tendo mil ataques, se tiver ao menos um que o siga ou pelo menos ganhe visualizações com isso que antes não fazia, já está no lucro.

Assista abaixo: