terça-feira, 16 de junho de 2020

Maduro denuncia Bolsonaro na ONU por negligência com a pandemia de coronavírus

Maduro denuncia Bolsonaro na ONU por negligência com a pandemia de coronavírus
Imagem: Reprodução 

Não está fácil para ninguém. Mais complicado ainda quando o país que o Bolsonaro disse que o Brasil não poderia virar faz denuncia na ONU. O sucessor de Hugo Chavez, já elogiado por Bolsonaro no passado, Nicolas Maduro, presidente da Venezuela, denunciou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na ONU por negligência com a questão do coronavírus.



Em campanha o Bolsonaro disse que queria evitar que o Brasil se tornasse uma Venezuela. No poder
recentemente disse que por causa da economia parada poderíamos chegar na mesma situação do país venezuelano na questão do caos social e econômico não tendo como recuperar.

"Irresponsável atuação do Bolsonaro", diz na carta. "O hemisfério ocidental registrava mais de 3.841.609 pessoas infectadas, das quais a República Federativa do Brasil representa 22,13% do total.

No período compreendido entre 29 de Fevereiro a 15 de junho deste ano, o número de casos confirmados naquele país, alcançou a cifra preocupante de 10,87% de todos os casos relatados à OMS em todo o mundo -, com o lamentável falecimento de 42.720 pessoas. É por isso que a atual situação sanitária no Brasil coloca em sério perigo milhões de vidas, dentro e fora desse país, e afeta
negativamente as ações que nosso governo implementou para controlar a disseminação da doença e suas consequências devastadoras.

Em 15 de Junho, por exemplo, toda a Venezuela registra 3.062 casos confirmados, enquanto apenas os dois estados fronteiriços do Brasil contabilizam mais de 62.000 casos confirmados.

Imagem:  Reprodução - Carta 1 de 2 em português


Permita-nos enfatizar que a negligência criminosa do governo brasileiro ao abordar essa realidade nas regiões limítrofes da fronteira sudeste de nosso país é motivo de grande alarme, considerando a alta mobilidade humana que se registra hoje nessa área, quando milhares de migrantes venezuelanos, fugindo da discriminação, da xenofobia e outras formas relacionadas de intolerância as quais tem sido vítimas no país vizinho, retornam voluntariamente à Venezuela, o que poderia desencadear toda a propagação do vírus em nosso território nacional.

Imagem: Reprodução - Carta em português 2 de 2


A catástrofe sofrida pelo Brasil como consequência da COVID-19 afetará sem dúvida alguma a Venezuela e a todos países da região. Citam ainda a negação da severidade da pandemia em pronunciamentos como 'gripezinha ou resfriadinho', participação do Bolsonaro em protestos, carência de uma política pública coerente para conter a pandemia", diz o documento entre outras coisas.

Imagem: Reprodução - Em espanhol 1 de 2
Imagem: Reprodução - Em espanhol 2 de 2

Leia também Flavio Bolsonaro tem post marcado como fake news no Facebook
"É inadmissível, é começar a esticar a corda, alimentar a crise", diz Bolsonaro sobre cassar chapa ao Band News TV

Impeachment de Bolsonaro é apoiado por MBL oficialmente
"Tem hospital de campanha, hospital público, arranja uma maneira de entrar e filmar", disse Bolsonaro
PT quer prorrogar renda de R$ 600,00 por 1 ano

Hang sobre fake news: "R$ 2,5 milhões para a Havan? Meia hora de faturamento."
"Quem faleceu não foi por falta de respiradores ou UTI", diz Bolsonaro sobre coronavírus
Bolsonaro elogiou matéria da Band sobre coronavírus

Bolsonaro vai vetar auxílio de R$ 600,00 para o Brasil não quebrar
"Sai daqui, que você já foi ouvida. Cobre do seu governador", disse Bolsonaro para eleitora


Por Brasil Contra Corrupção que desde 2013 está na internet



Comentários
0 Comentários