quarta-feira, 17 de junho de 2020

"Suporte do Estado para passar esse período difícil da pandemia. O PT quer a manutenção do auxílio", diz Gleisi Hoffmann

"Suporte do Estado para passar esse período difícil da pandemia. O PT quer a manutenção do auxílio", diz Gleisi Hoffmann
Imagem: Reprodução Facebook
O PT apoia que o auxílio emergencial por mais um ano e pelo valor de R$ 600,00 por mês. "O povo brasileiro precisa do suporte do Estado para passar esse período difícil da pandemia. O PT quer a manutenção do auxílio emergencial. A fome não espera, tem pressa", disse Gleisi Hoffmann em seu Facebook.

Dinheiro aos bancos dariam para fazer 42 copas do mundo. Bolsonaro anunciou R$ 1,2 trilhão aos bancos. Objetivo é evitar falta de recursos e facilitar concessão de crédito. Ainda estudam reduzir auxílio de R$ 600,00 para R$ 200,00 e reduzir pessoas beneficiadas. R$ 28 bilhões foi uma Copa Fifa do Mundo. Volume aos bancos é quase 10 vezes maior do que o movimentado na crise de 2008.

Leia também Flavio Bolsonaro tem post marcado como fake news no Facebook
"É inadmissível, é começar a esticar a corda, alimentar a crise", diz Bolsonaro sobre cassar chapa ao Band News TV

Impeachment de Bolsonaro é apoiado por MBL oficialmente

"Tem hospital de campanha, hospital público, arranja uma maneira de entrar e filmar", disse Bolsonaro
PT quer prorrogar renda de R$ 600,00 por 1 ano

Hang sobre fake news: "R$ 2,5 milhões para a Havan? Meia hora de faturamento."

"Quem faleceu não foi por falta de respiradores ou UTI", diz Bolsonaro sobre coronavírus
Bolsonaro elogiou matéria da Band sobre coronavírus

Bolsonaro vai vetar auxílio de R$ 600,00 para o Brasil não quebrar

"Sai daqui, que você já foi ouvida. Cobre do seu governador", disse Bolsonaro para eleitora

Maduro denuncia Bolsonaro na ONU por negligência com a pandemia de coronavírus
Bolsonaro: "Eu não coordeno, nem convoco nenhuma manifestação."

PT quer R$ 600 por 1 ano e Bolsonaro diz que "Brasil quebra" sobre mais duas de R$ 600,00

Brasil Contra Corrupção que desde 2013 na internet. Compartilhe livremente.







Comentários
0 Comentários